Real firme na frente; Atlético em fim de ciclo?

Liga Espanhola / Balanço de Fim de Ano

A Liga Espanhola já só regressa em 2017 e, neste momento é o Real Madrid quem lidera a competição com uma margem razoável, mas ainda falta mais de metade da época e muita coisa ainda pode acontecer.

Os “merengues” tiraram partido da intermitência exibicional do Barcelona nesta primeira fase para forjarem uma liderança de três pontos – que pode ser de seis se vencerem o jogo que têm em atraso – que os deixa na linha da frente para o ataque à segunda metade da Liga.

E no meio de tudo isto, não deixa de ser curioso que Zinedine Zidane tenha chegado a este ponto com Karim Benzema lesionado durante algumas semanas, Gareth Bale igualmente de fora há várias jornadas e Cristiano Ronaldo com uma produção algo inferior ao passado recente.

Na verdade, os quatro empates já consentidos pelo Real Madrid podem considerar-se normais. E têm sido Barcelona e Atlético de Madrid a surpreenderem pela negativa ao perderem tantos pontos que permitem à formação madrilena liderar com este à vontade.

A equipa presidida por Florentino Pérez lidera as cotações para ser Campeão em 2016/17 a [1.52].

O Barcelona é o óbvio concorrente mais próximo a [2.88] enquanto o decepcionante Atlético de Madrid – que já está a nove pontos da liderança com mais um jogo – negoceia a exorbitantes [44.0].

Tal como referi no título, e apesar da equipa estar bem em termos europeus, este pode ser o ano de ruptura na extraordinária relação de Diego Simeone com os Colchoneros.

O treinador alvi-celeste tem feito um trabalho fabuloso, mas numa época de investimento claro do clube não deixa de ser curioso que a equipa tenha baixado de rendimento em termos domésticos. Se a tendência se acentuar, então este poderá mesmo ser o último ano do carismático Simeone ao comando do Atlético de Madrid.

O Barcelona é agora a equipa que poderá rivalizar com o Real Madrid na luta pelo título espanhol, no entanto terá de tornar-se bem mais consistente e deixar de perder pontos frente a equipas contra as quais não é suposto tal acontecer.

Veremos o que nos reservam as festividades depois do final de ano, sendo de destacar que o Real Madrid está novamente autorizado a contratar jogadores e pode recorrer ao mercado para se apetrechar ainda melhor na corrida ao título.